Alguma aplicações como, ConfigServer Security & Firewall (csf), precisam saber quais são os IPs usados pelo CloudFlare, evitando assim que nosso servidor bloqueie o CloudFlare. Logo abaixo listaremos duas listas contendo as faixas IPv4 e IPv6 do CloudFlare.

Lista de IPv4:

https://www.cloudflare.com/ips-v4

Lista de IPv6:

https://www.cloudflare.com/ips-v6

 

É comum que haja conflitos de CSS ao utilizarmos algum bootstrap. dentro de uma página existente com outros estilos já definidos.

É possível isolar seu bootstrap de CSS para que ele atue a partir de uma DIV específica, como no exemplo abaixo:

Como isolar meu  CSS bootstrap ?

  • Instale o Node.JS em seu computador: http://nodejs.org/
  • Agora iremos instalar um processador de CSS que fará o isolamento:

  • Crie um diretório vazio, e copie seus arquivos de CSS do boostrap para dentro deste diretório:

  • Dentro deste diretório adicionar o arquivo “prefix.less” com o seguinte conteúdo

Cada linha corresponde ao seu arquivo de boostrap que será feito o isolamento.

  • Abra o CMD (Windows) ou Terminal (Linux), vá até o diretório criado acima e execute o seguinte comando:

Foi gerado um novo arquivo de CSS, “boostrap-iso.css”.

Agora basta incluir este arquivo em sua página, e adicionar a class=”bootstrap-iso” na DIV que desejar aplicar o bootstrap.

 

Ao iniciarmos o Linux em modo de recuperação, por exemplo, a partição root será montada somente leitura.

Como remontar a partição root em modo Leitura / Escrita ?

Após a inicialização Linux, execute o comando abaixo para remontar em modo Leitura e Escrita:

Pronto, agora a partição root foi remontada em modo leitura / escrita.

Instalar o ZFS no Debian 9 Stretch é um processo simples, não requer muitos passos. Vamos lá!

Primeiramente certifique-se de que o seu repositório “sources.list” contém os repositórios “contrib”:

É necessário a instalação do Kernel Headers:

Então poderemos iniciar a instalação do ZFS:

Durante a instalação poderá ser exibida uma tela de licença, basta ignorar e pressionar “OK”.

Em alguns casos, será necessário utilizar o comando abaixo para que os módulos do ZFS sejam carregados ao inicializar:

Pronto, o ZFS está instalado. Usaremos a partição “/dev/sda3” e “/dev/sdb” para criar nosso pool stripped:

Vamos visualizar nossa pool:

Caso tenha interesse em ativar a compressão do ZFS:

Quando quiser verificar a taxa de compressão:

Configurando o ZFS ARC

ZFS ARC é o mecanismo de criar cache dos dados, armazenando este na memória RAM, tornando assim o acesso muito mais rápido. Porém este recurso, se não configurado da maneira adequada, poderá ocupar boa parte da memória RAM.

Para limitar o uso de memória RAM pelo ZFS ARC, vamos criar um arquivo em “/etc/modprobe.d/zfs.conf”, e adicionar as seguintes diretivas abaixo, que definirá a quantidade mínima e máxima (em bytes) de memória RAM que poderá ser utilizada pelo ZFS ARC:

Para o nosso exemplo, definimos um mínimo de 512 MB e máximo de 1024 MB. Os valores são definidos em bytes.

Basta salvar o arquivo e executar o comando abaixo para atualizar a imagem do Kernel, que na próxima inicialização carregará as definições do ZFS ARC aplicadas acima:

Pronto! Basta reiniciar o servidor e as configurações de ZFS ARC estarão aplicadas.

WHM/cPanel quando configurado com suPHP, requer que arquivos tenham permissão 644, e diretórios 755, caso o contrário teremos Error 500:

Como corrigir este erro de SoftException ?

Acesse a conta cPanel por SSH, navegue até o diretório correspondente ao problema e execute os seguintes comandos para alterar as permissões de arquivos para 644, e diretórios 755:

 

 

No Windows Server 2012 e 2016, se a senha do usuário remoto estiver expirado, por padrão, não será possível conectar por RDP e você receberá a seguinte mensagem de erro:

O usuário deve alterar a senha no proximo logon

Para resolver este problema basta alterar a Camada de Segurança para RDP:

  1. Vá em Executar, e digite “gpedit.msc“.
  2. Configuração do Computador → Modelos Administrativos
  3. Componentes do Windows → Serviços de Área de Trabalho Remota
  4. Host de Sessão da Área de Trabalho Remota → Segurança
  5. Em seguida clique na opção: Solicitar o uso de camada de segurança específica para conexões remotas (RDP)
  6. Ao acessar a opção acima, você verá a seguinte tela na imagem abaixo. Basta alterar a camada de segurança para RDP, como na imagem abaixo:

Pronto, agora mesmo após a senha expirar, você poderá acessar o host por RDP e alterar a senha no login.

A Microsoft possui políticas severas de Anti SPAM. Sendo assim, ao contratar um Servidor Dedicado ou VPS, alguns clientes se deparam com IPs sujos, tendo os emails bloqueados por gigantes da internet como a Microsoft.

Ao tentar enviar um email do meu servidor para um endereço @hotmail.com, o email era devolvido com a seguinte mensagem de erro:

host mx4.hotmail.com [xx.xx.xxx.xx]
SMTP error from remote mail server after pipelined MAIL FROM:<teste@blog.masterdaweb.com> SIZE=1826:
550 SC-001 (BAY004-MC2F38) Unfortunately, messages from xxx.xx.xx.xxx weren’t sent. Please contact your Internet service provider since part of their network is on our block list. You can also refer your provider to http://mail.live.com/mail/troubleshooting.aspx#errors.

O erro acima possui código “550 SC-001“. Ao consultar a tabela de erros da Microsoft, https://mail.live.com/mail/troubleshooting.aspx, descobri que o IP estava bloqueado por SPAM:

Mail rejected by Outlook.com for policy reasons. Reasons for rejection may be related to content with spam-like characteristics or IP/domain reputation. If you are not an email/network admin please contact your Email/Internet Service Provider for help.

Neste breve artigo, mostrarei como desbloquear o seu IP.

Como desbloquear o IP de um servidor banido pela Micrososft (Hotmail, Outlook etc …) ?

Para a nossa felicidade, a Microsoft disponibiliza um formulário muito simples, para que seja preenchido com os seguintes dados:

  • Nome / email para contato.
  • Domínio no qual os emails estão sendo disparados.
  • Endereço(s) de IP no qual os emails estão sendo disparados.
  • Mensagem de erro (bounce)

O formulário pode ser preenchido no link: https://support.microsoft.com/en-us/getsupport?oaspworkflow=start_1.0.0.0&wfname=capsub&productkey=edfsmsbl3&ccsid=635997804625059841

Por experiência própria, meus chamados foram respondidos e resolvidos em menos de 24 horas. Depois que tiver seu IP desbloqueado, basta aguardar até 48 horas para que o desbloqueio se propague por completo nos servidores da Microsoft.

O MercadoPago é uma entidade intermediadora de pagamentos com grande popularidade no Brasil. Quando utilizamos um intermediador de pagamentos, esperamos que este nos oferece algum tipo de proteção contra chargebacks, devido a suas altas taxas.

Utilizei o MercadoPago como principal meio de pagamento das minhas prestações de serviços, por 2 meses, sendo este período o suficiente para ter tido um rombo no faturamento de mais de R$ 800,00 em chargebacks.

A imagem acima mostra alguns chargebacks em que o MercadoPago reteve o dinheiro em minha conta. Ao entrar em contato por telefone e email, fui informado de que o MercadoPago não oferece proteção a produtos intangíveis, e que só são aceitos como prova, comprovantes de entrega como códigos de rastreamento de produtos enviados por Correios ou transportadora.

Em outras palavras, se você é um vendedor de produtos intangíveis (como produtos enviados por email) ou prestador de serviços, NÂO UTILIZE O MERCADOPAGO ! Se você se enquadra nas condições ditas aqui anteriormente, provavelmente terá prejuízos com chargebacks, e nem mesmo poderá entrar com uma ação judicial pois está nos termos de uso do MercadoPago a não proteção a produtos intangíveis.

 

O padrão PCI Express 2.0 foi introduzido em 2007, 3 anos depois (em 2010) surgiu o PCI Express 3.0. Explicarei brevemente neste artigo como o padrão 2.0 ainda continua utilizável mesmo depois de tantos anos, não sendo necessário na maioria dos casos um UPGRADE para suportar as GPUs mais recentes.

Vejamos abaixo as especificações de duas GPUs recentes e bastante poderosas, GeForce GTX 1060 eGeForce GTX 960:

 GeForce GTX 1060 6 GB GeForce GTX 1060 3 GB GeForce GTX 960
GPU Architecture Pascal Pascal Maxwell
NVIDIA CUDA® Cores 128011521024
Frame Buffer 6 GB GDDR5 3 GB GDDR5 2 GB GDDR5
Memory Speed 8 Gbps 8 Gbps 7 Gbps
Boost Clock Relative1.4x 1.4x 1x
Boost Clock Actual1708 MHz 1708 MHz 1178 MHz

O dado importante aqui para termos base qual padrão PCI Express mais adequado é o “Memory Speed“, ou seja, o quão rápido a placa consegue se comunicar com a memória.

Vejamos agora o Memory Speed máximo para os padrões PCI Express 1.0, 2.0 e 3.0:

PCI Express versionThroughput x1Throughput x4Throughput x8Throughput x16
1.0250 MB/s1 Gb/s 2 Gb/s 4 Gb/s
2.0500 MB/s 2 Gb/s 4 Gb/s 8 Gb/s
3.0984.6 MB/s 3.938 Gb/s 7.877 GB/s 15.754 Gb/s

Como podemos observar, a interface PCI Express x16 2.0 que suporta até 8 Gb/s está acima da capacidade da GTX 960 que é de 7 Gb/s. Já a GTX 1060 alcança o Throughput máximo da interface PCI Express 2.0, ou seja, considerando que sua aplicação utilizasse o poder máximo de transferência da GTX 1060, a interface PCI Express 2.0 também suportaria perfeitamente.

Já para GPU’s TOP de linha como a GeForce GTX 1080, esta alcança os 10 Gb/s, ficando acima da capacidade da interface PCI Express x16 2.0.

Então para uma GeForce GTX 1080 a interface PCI Express 3.0 é a mais recomendada ? 

Não necessariamente. Se formos considerar o seu uso em Games, a grande maioria dos jogos não utilizam todo esse poder de transferência, e em vários benchmarks disponíveis na internet o ganho de performance não ultrapassou os 3%, com um ganho desprezível de em média apenas 3 FPS.

Conclusão

Se for considerar o UPGRADE de uma placa mãe com interface PCI Express 3.0 apenas com o intuito para Games, o ganho não será significativo.