Após uma atualização da Microsoft, muitos administradores Windows ficaram aterrorizados com a mensagem:

Erro de autenticação.

Não há suporte para a função solicitada

Uma possível causa seria uma correção de oráculo de criptografia CredSSP.

Este erro é causado devido aos patches lançados pela Microsoft para corrigir uma vulnerabilidade nos sistemas Windows. Existem diversas soluções para o problema, uma delas é manter o servidor remoto e local atualizados, com todos os patches de segurança.

Neste artigo iremos abordar uma solução mais rápida e simples.

Como resolver o erro de criptografia CredSSP ?

Para resolver basta baixar o arquivo abaixo, que atualizará seus registros do Windows, de forma que permitirá a autenticação, mesmo com os patches de segurança lançados pela Microsoft:

Reg-Update-Fix-RDS.zip

Descompacte o arquivo .zip acima, em seguida execute o arquivo descompactado.

Pronto! Agora você conseguirá fazer a conexão remota.

Tentou executar o comando ifconfig e recebeu “command not found” ?

A partir do Debian 9 Stretch, o comando ifconfig foi retirado. Apesar disso, ainda sim é possível utilizá-lo.

Instalando o comando ifconfig

O pacote net-tools irá nos possibilitar novamente poder utilizar comandos como ifconfig, route e etc…

O pacote net-tools inclui os comandos: arp, ifconfig, netstat, rarp, nameif e route.

Comandos extremamente úteis na depuração da sua rede.

 

Quanto de banda mensal o seu servidor Linux está utilizando ?

Para responder a esta pergunta, utilizaremos o utilitário “vnstat”.

Instalando e utilizando o vnstat

Instale o vnstat:

Configure a interface de rede no qual deseja monitorar (em nosso exemplo utilizamos a interface “eth0”):

A partir de agora, basta aguardar alguns minutos até que o vnstat contabilize dados o suficiente para exibir os relatórios de uso.

Para exibir o relatório de uso mensal:

Saída do comando acima:

Outras opções do vnstat:

 

É comum que haja conflitos de CSS ao utilizarmos algum bootstrap. dentro de uma página existente com outros estilos já definidos.

É possível isolar seu bootstrap de CSS para que ele atue a partir de uma DIV específica, como no exemplo abaixo:

Como isolar meu  CSS bootstrap ?

  • Instale o Node.JS em seu computador: http://nodejs.org/
  • Agora iremos instalar um processador de CSS que fará o isolamento:

  • Crie um diretório vazio, e copie seus arquivos de CSS do boostrap para dentro deste diretório:

  • Dentro deste diretório adicionar o arquivo “prefix.less” com o seguinte conteúdo

Cada linha corresponde ao seu arquivo de boostrap que será feito o isolamento.

  • Abra o CMD (Windows) ou Terminal (Linux), vá até o diretório criado acima e execute o seguinte comando:

Foi gerado um novo arquivo de CSS, “boostrap-iso.css”.

Agora basta incluir este arquivo em sua página, e adicionar a class=”bootstrap-iso” na DIV que desejar aplicar o bootstrap.

 

Ao iniciarmos o Linux em modo de recuperação, por exemplo, a partição root será montada somente leitura.

Como remontar a partição root em modo Leitura / Escrita ?

Após a inicialização Linux, execute o comando abaixo para remontar em modo Leitura e Escrita:

Pronto, agora a partição root foi remontada em modo leitura / escrita.

Instalar o ZFS no Debian 9 Stretch é um processo simples, não requer muitos passos. Vamos lá!

Primeiramente certifique-se de que o seu repositório “sources.list” contém os repositórios “contrib”:

É necessário a instalação do Kernel Headers:

Então poderemos iniciar a instalação do ZFS:

Durante a instalação poderá ser exibida uma tela de licença, basta ignorar e pressionar “OK”.

Em alguns casos, será necessário utilizar o comando abaixo para que os módulos do ZFS sejam carregados ao inicializar:

Pronto, o ZFS está instalado. Usaremos a partição “/dev/sda3” e “/dev/sdb” para criar nosso pool stripped:

Vamos visualizar nossa pool:

Caso tenha interesse em ativar a compressão do ZFS:

Quando quiser verificar a taxa de compressão:

Configurando o ZFS ARC

ZFS ARC é o mecanismo de criar cache dos dados, armazenando este na memória RAM, tornando assim o acesso muito mais rápido. Porém este recurso, se não configurado da maneira adequada, poderá ocupar boa parte da memória RAM.

Para limitar o uso de memória RAM pelo ZFS ARC, vamos criar um arquivo em “/etc/modprobe.d/zfs.conf”, e adicionar as seguintes diretivas abaixo, que definirá a quantidade mínima e máxima (em bytes) de memória RAM que poderá ser utilizada pelo ZFS ARC:

Para o nosso exemplo, definimos um mínimo de 512 MB e máximo de 1024 MB. Os valores são definidos em bytes.

Basta salvar o arquivo e executar o comando abaixo para atualizar a imagem do Kernel, que na próxima inicialização carregará as definições do ZFS ARC aplicadas acima:

Pronto! Basta reiniciar o servidor e as configurações de ZFS ARC estarão aplicadas.

O Ubuntu 17.10 substituiu o antigo Display Server X11 pelo Wayland, e também acompanha agora por padrão com o Display Manager GDM3 (Gnome). Acontece que esta nova versão veio acompanhada de um bug que afeta os usuários que utilizam drivers gráficos da NVIDIA.

Depois de pesquisar, descobri que a correção é bem simples, bastando adicionar uma diretiva no grub.

No arquivo de configuração do grub “/etc/default/grub”, adicione “nvidia-drm.modeset=1” no GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT:

Atualize o grub:

Pronto, basta reiniciar o computador e o driver da NVIDIA deverá funcionar agora.

 

Neste post aprenderemos a corrigir o problema no Gmail com o envio de emails através do protocolo IPv6.

Our system has detected
that this message does 550-5.7.1 not meet IPv6 sending guidelines regarding
PTR records and 550-5.7.1 authentication.

Existem duas soluções, uma delas é você colocar o DNS reverso para o IPv6 em questão, e a segunda solução é fazer com que o Postfix utilize apenas o protocolo IPv4.

Edite o arquivo “/etc/postfix/main.cf”:

Basta atribuir o valor ipv4 para a diretiva inet_protocols.

Reinicie o postfix:

Verifique a nova configuração:

A saída deverá ser inet_protocols = ipv4.

WHM/cPanel quando configurado com suPHP, requer que arquivos tenham permissão 644, e diretórios 755, caso o contrário teremos Error 500:

Como corrigir este erro de SoftException ?

Acesse a conta cPanel por SSH, navegue até o diretório correspondente ao problema e execute os seguintes comandos para alterar as permissões de arquivos para 644, e diretórios 755: